10 de junho de 2015

Um Confronto Diário no Templo

O Verdadeiro Santuário Não é Feito de Tijolos

Carlos Cardoso Aveline




“A Divindade está perto de ti,
está contigo, está dentro de ti!”

(Sêneca, ‘Cartas a Lucílio’,
Fundação Gulbenkian, Lisboa, 2004, p. 141)


“Não sabeis que sois santuário de Deus
e que o Espírito de Deus habita em vós?  (...)
Porque o santuário de Deus, que sois vós, é sagrado.”

(I Coríntios 3: 16-17)



Para o estudante de filosofia esotérica, templos e capelas feitos de cimento e tijolo são, na melhor das hipóteses, elementos de importância secundária.  

O verdadeiro templo está no centro da consciência do indivíduo. O estudante sabe que pode visitar a cada dia esse santuário, e que para isso deve deixar do lado de fora da porta de entrada os sapatos das preocupações materiais. 

Não basta recolher-se 30 minutos diariamente, usando este tempo para estudar filosofia, para ouvir a voz silenciosa da sua própria consciência, e pesquisar sobre aquilo que é inspirador para si. A lembrança do templo e a interação com ele devem ocorrer ao longo das 24 horas do dia. Deste modo o indivíduo amplia o contato com a sua consciência essencial.

O confronto com as verdades universais nem sempre é cômodo, e por isso muitos fogem dele. O encontro consigo mesmo é uma lição diária de modéstia. Ele mostra inevitavelmente os erros do aprendiz, e também o seu potencial positivo. A ocasião é propícia para renovar o compromisso com a arte de viver de modo correto. A humildade permite o confronto, mas a coragem é igualmente necessária. 

As três perguntas pitagóricas exigem honestidade:

* Onde foi que eu errei?

* No que agi corretamente? 

* Como posso melhorar?

Aqueles que se reúnem diariamente com suas consciências constroem a única base firme para a busca da felicidade. A verdadeira bem-aventurança é incondicional. Ela independe de fatos externos de curto prazo. Nela está o alicerce durável do movimento esotérico autêntico.

O movimento teosófico tem sua base primeira no plano celeste e na alma imortal de cada estudante. O mundo externo é o campo de testes e a lavoura a ser trabalhada pelos que plantam o bem através da vivência da sinceridade.

000

Uma primeira versão do texto acima foi publicada na edição de julho de 2011 de “O Teosofista”.

000

Em setembro de 2016, depois de cuidadosa análise da situação do movimento esotérico internacional, um grupo de estudantes decidiu formar a Loja Independente de Teosofistas, que tem como uma das suas prioridades a construção de um futuro melhor nas diversas dimensões da vida.

000 

O grupo SerAtento oferece um estudo regular da teosofia clássica e intercultural ensinada por Helena Blavatsky (foto). 


Para ingressar no SerAtento, visite a página do e-grupo em YahooGrupos e faça seu ingresso de lá mesmo. O link direto é este:   


000