29 de setembro de 2020

Roteiro Sobre Como Estudar Teosofia

Muitos Leem Sobre Filosofia Esotérica,
Mas Poucos Sabem Como se Aprende de Fato

Carlos Cardoso Aveline

À esquerda, Helena Blavatsky, cuja vida e obra são a segunda maior referência para o
trabalho da Loja Independente de Teosofistas - logo após os três volumes de Cartas dos Mestres 
 
 
 
Apresentamos a seguir uma sequência de lições a ser administrada pelo próprio estudante. A ideia é que o interessado assuma a responsabilidade pela sua própria aprendizagem e seja seu próprio mestre e seu discípulo, com base no material que fornecemos.
 
Ao contrário da falsa segurança de obedecer a um “professor”, oferecemos um processo autodidático. O estudante deve decidir, por exemplo, se lerá duas lições por semana, ou sete. A voz da consciência será o mestre.
 
O objetivo não é memorizar. Tampouco consiste em avançar rápido. Aprender é algo mais complexo do que simplesmente obter informação. Vale a pena comprar um caderno para anotar ideias pelo antigo processo manuscrito. 
 
Na releitura e nas anotações, o estudante deve registrar aquilo que lhe diz coisas mais importantes para o seu momento atual. É oportuno fazer uma ponte entre o ensinamento, a reflexão, a vida diária e a visão de longo prazo que tem da sua própria existência.
 
Pensar, sentir e atuar são coisas inseparáveis em teosofia. A aprendizagem envolve níveis de consciência  muito diferentes, e alguns deles são inspiradores, enquanto outros podem boicotar o progresso espiritual. Tudo tem prós e contras.
 
Algumas recomendações práticas:
 
 
Clique para Ler
‘Roteiro Sobre Como Estudar Teosofia’

000
 
O artigo “Roteiro Sobre Como Estudar Teosofia” foi publicado nos websites associados dia 29 de setembro de 2020.
 
000
 
O grupo SerAtento oferece um estudo regular da teosofia clássica e intercultural ensinada por Helena Blavatsky (foto). 
 
 
Para ingressar no SerAtento, visite a página do e-grupo em YahooGrupos e faça seu ingresso de lá mesmo. O link direto é este:   

https://br.groups.yahoo.com/neo/groups/SerAtento/info.
 
000

28 de setembro de 2020

Como Não Ler Blavatsky

 Ao Invés de Fazer Leituras Mecânicas,
Cabe Desenvolver o Pensamento Próprio

Carlos Cardoso Aveline

 
 
 
Buscando estudar Helena Blavatsky, grupos de pessoas sinceras fazem reuniões para ler este ou aquele livro dela, parágrafo por parágrafo.  
 
A intenção é das melhores. O enfoque, no entanto, é quase sempre ingênuo.
 
O coordenador lê alto umas linhas e faz uma pausa para comentários. Depois lê outro trecho, e faz nova pausa. O conteúdo em geral entra por uma orelha e sai pela outra, mas todos tentam ficar contentes porque “leram Blavatsky”.
 
O evento é parecido com uma missa católica, no sentido de que o sacerdote reza e os outros dizem amém. É como se membros alternados de uma igreja lessem versículos bíblicos fazendo pausas para que todos digam amém, pouco raciocinando. A pobreza simplista desta prática implica uma atitude infantil diante do ensinamento.
 
Uns falam, os outros escutam e memorizam. O problema está longe de pertencer apenas ao movimento teosófico. A passividade durante o ato de supostamente aprender é estimulada em todo o sistema de ensino convencional. Desde a escola primária até o pós-doutorado, a ordem é acomodar-se, imitar, repetir, parafrasear citando a fonte, e fazer de conta que se pensa por si mesmo, construindo uma aparência de intelectualidade espiritualizada.
 
A quase unanimidade cultural do Fazer de Conta, ao nosso redor, permite que uma pessoa que só sabe repetir o que leu, ou só consegue ler a letra morta do que Blavatsky escreveu, pense que é um autêntico “blavatskiano”. Isso se deve ao hábito do pensamento apressado e superficial.
 
A verdade é que o estudo de filosofia esotérica deve seguir um impulso criador e independente, mantendo-se o rumo estável e o método clássico. O ensino precisa transmitir sobretudo sementes de pesquisa, ou possibilidades de busca individual.
 
A concentração da mente e a ausência de pressa permitem ser criativo. No estudo bem orientado, a pluralidade potencial das leituras de textos autênticos é um fato desde o início. Não vale a pena perder tempo com métodos exteriormente uniformes que suprimem a autorresponsabilidade e impedem o aprendizado interior.
 
O verdadeiro estudo é probatório. É inquietante. Rompe a rotina. Requer o uso do discernimento de cada um. Mostra os obstáculos diante de nós.
 
A tarefa de aprender a aprender é um dos primeiros pontos da agenda, para não dizer o primeiro, e deve acompanhar o peregrino ao longo da jornada inteira.
 
000
 
O artigo “Como Não Ler Blavatsky” foi publicado nos websites associados dia 28 de setembro de 2020.
 
000
 
Para ler mais, examine meditativamente:
 
* “A Arte de Ler”.
 
* “Aprendendo a Aprender”.
 
* “A Força da Criatividade”.
 
* “A Universidade no Brasil”.
 
000
 
O grupo SerAtento oferece um estudo regular da teosofia clássica e intercultural ensinada por Helena Blavatsky (foto). 
 
 
Para ingressar no SerAtento, visite a página do e-grupo em YahooGrupos e faça seu ingresso de lá mesmo. O link direto é este:   
  
https://br.groups.yahoo.com/neo/groups/SerAtento/info.
 
000

26 de setembro de 2020

Não Pergunte Quem Nasce no Natal

 Um Momento de Reconciliação Com Todos os Seres

Carlos Cardoso Aveline

 
 
 
A época de Natal traz um reencontro que ocorre no plano da alma, no território da justiça e da bondade. A celebração provoca uma redescoberta do passado, um rever interno e externo de pessoas e sentimentos, um reexame do futuro sagrado.  
 
Como era, por exemplo, nossa visão de futuro um ano atrás? E como será ela dentro de mais doze meses? O Natal expande a consciência emocional. Ele amplia os pensamentos, exige ética, e desperta espiritualidade. A celebração da unidade de todos os seres ocorre sobretudo entre os honestos, porque só eles podem vivê-la profundamente. O amor não se separa da sinceridade, e a mentira não compreende a amizade universal.
 
O Natal equivale a um estado de espírito, e não começa em dezembro. Há que preparar-se com anterioridade para o portal do ano novo, e as preparações são parte central da celebração. O Natal deve ser saboreado lentamente e desde cedo. O final do ciclo de doze meses nos coloca em contato com o tempo eterno.
 
Desta esquina mágica do tempo podemos ver outros trechos passados e futuros do processo de evolução. A proximidade do encontro com o tempo eterno na época do final do ano aumenta a ansiedade de muitos. Há uma inquietação sob a superfície do processo de celebrar. Para aquele que está em paz com o tempo eterno, os últimos dias do ciclo trazem uma lição de paz.  
 
O Natal é uma experiência de reconciliação interior com todos os seres, em harmonia com a lei da justiça.
 
Os seres colhem de acordo com o que plantam. O caminho à frente é o caminho da responsabilidade: cabe reconciliar-se com os fatos. O Natal ensina o desapego e a aceitação da perda como condição para ser humilde, e para ser feliz.
 
Não pergunte, portanto, quem nasce, ou renasce, no Natal. Quem nasce na época do final do ano é você. E quem nasce é a ética. Prepare-se para o evento. Jesus é um símbolo da sua própria alma e da alma de todos. Renasça no Natal verdadeiramente, por dentro, e será capaz de renascer na justiça impecável e na comunhão perfeita a cada manhã, em todas as épocas.
 
000
 
O artigo “Não Pergunte Quem Nasce no Natal” foi publicado nos websites associados dia 26 de setembro de 2020. Ele também faz parte da edição de novembro de 2018 de “O Teosofista”, pp. 1-2, onde não há, porém, indicação do nome do autor.
 
000
 
 
Veja o texto “Um Compromisso Com o Ano que Vem”.
 
000
 
Leia mais:
 
* “Oração Diante do Futuro”,
 
* “Como Perceber o Futuro”, e
 
* “Construindo um Continente de Pensamento”.
 
Examine “A Força de um Compromisso Sagrado”, “Como se Fortalece uma Decisão da Alma”, “A Essência do Futuro Humano” e “A Arte de Planejar o Futuro”.
 
000
 
O grupo SerAtento oferece um estudo regular da teosofia clássica e intercultural ensinada por Helena Blavatsky (foto). 
 

Para ingressar no SerAtento, visite a página do e-grupo em YahooGrupos e faça seu ingresso de lá mesmo. O link direto é este:   
 
https://br.groups.yahoo.com/neo/groups/SerAtento/info.
 
000

23 de setembro de 2020

Um Compromisso Com o Ano que Vem

 Construindo o Próximo
Ano Como uma Obra de Arte

Loja Independente de Teosofistas

 
 
 
Nota Editorial:
 
O Carma tem as suas marés, e elas podem ser aproveitadas na busca da sabedoria eterna.
 
O texto a seguir é uma ferramenta para que o cidadão consciente use a força cíclica do tempo, associada ao poder de uma decisão interior sagrada.
 
A qualquer momento dos três meses finais do ano atual, e até o dia 4 de janeiro do ano que vem, o compromisso pode ser copiado, completado à mão com as adaptações adequadas à realidade de cada um, e assinado.
 
Caso o estudante deseje que a Loja Independente de Teosofistas seja testemunha silenciosa das decisões tomadas, uma cópia do compromisso assinado pode ser mandada por email ou correio aéreo para a Loja. [1]
 
Além de propor esta ação prática, o papel da Loja Independente é o de agir como testemunha silenciosa da decisão de cada estudante que o deseje. Deste modo, o peregrino se soma com mais força a um campo magnético vitorioso: o território elevado dos que trabalham pelo bem da humanidade, e são espiritualmente beneficiados pela força superior do altruísmo.  
 
(CCA)
 
000
 
Um Compromisso
Com o Ano que Vem
 
* Estou consciente de que conforme aquilo que eu plantar a cada dia irei colher mais cedo ou mais tarde.   
 
* A existência de cada ser humano é um fato espiritual. Toda vida física possui um valor sagrado. Seria um erro perder demasiado tempo ou energia com metas dispersivas.
 
Levando em consideração estes fatos,
 
1) Prometo a mim mesmo que no ano de __________ levarei a sério as oportunidades de aprendizagem e autodisciplina espiritual que surgirem em meu horizonte. 
 
2) Neste período, e além, não deixarei que o tempo passe em vão. Procurarei melhorar a mim mesmo. Agirei com ética. Ouvirei minha própria consciência interior.
 
3) Vencerei. Verei eventuais fracassos como motivos para fortalecer a intenção correta. Sei que, quando a meta é valiosa, a derrota de hoje prepara a vitória de amanhã.
 
4) Aproveitarei a força dos ciclos menores. A vida renasce a todo instante: estarei atento ao modo como uso o tempo em cada período de 24 horas.
 
5) Abrirei espaço para o estudo diário da arte de viver. Dedicarei uma parte do dia à criação de bons hábitos. Elevarei os sentimentos e os pensamentos na direção do que é sagrado. Terei êxito.
 
6) No final e início de cada ciclo de sete dias, procurarei dedicar um tempo especial para refletir sobre o que foi feito, para identificar erros e acertos, e decidir sobre as ações necessárias na semana que virá.
 
7) No ritmo mensal da vida, sei que cada Lua Nova trará dias favoráveis para plantar ações renovadoras e purificadoras. 
 
8) Desde o primeiro dia do ano que vem, até a primeira semana do ano seguinte, usarei a energia vital com a sabedoria de que sou capaz. Observarei meus erros e aprenderei com eles, avançando para a meta sagrada do autoaperfeiçoamento. 
 
9) Compreendo a necessidade de realismo. Sei que estas decisões terão validade na medida em que eu der atenção a elas. Observarei os fracassos com calma. Recomeçarei sempre que necessário. Levarei minha vida a sério. Lembrarei de que sou o principal responsável pelo meu futuro.   
 
10) A Loja Independente de Teosofistas é testemunha destas resoluções. Conto com o apoio sem palavras da Loja. Incluo meu nome no campo magnético dos que desejam o bem com altruísmo, e dos que constroem um mundo melhor agindo a partir do ponto central das suas almas.   
 
Que eu não esqueça dos Sábios de todos os tempos. Que a lembrança Deles me ajude a aprender o melhor e o mais elevado nos doze meses do ano de __________ ,  até a aurora do ano de  __________ .  
 
Agradeço a todos os seres. Sei que a ética e a verdade vencem.
 
Nome _______________________________________________
 
Cidade ______________________________________________
 
País ______________________________
 
Data ______________________________
 
NOTA:
 
[1] Para obter mais informações, escreva a indelodge@gmail.com, com cópia para teosofiaemminas@gmail.com e logindeteosofos@gmail.com.
 
000
 
O texto “Um Compromisso Com o Ano que Vem” foi publicado nos websites associados no dia 23 de setembro de 2020.
 
000
 
Leia mais:
 
* “Oração Diante do Futuro”,
 
* “Como Perceber o Futuro”, e
 
* “Construindo um Continente de Pensamento”.
 
Veja também: “A Força de um Compromisso Sagrado”, “Como se Fortalece uma Decisão da Alma”, “A Essência do Futuro Humano” e “A Arte de Planejar o Futuro”.
 
000
 
O grupo SerAtento oferece um estudo regular da teosofia clássica e intercultural ensinada por Helena Blavatsky (foto).
  


Para ingressar no SerAtento, visite a página do e-grupo em YahooGrupos e faça seu ingresso de lá mesmo. O link direto é este:  
 
https://br.groups.yahoo.com/neo/groups/SerAtento/info.
 
000

19 de setembro de 2020

A Lição do Sol em Virgo

 O Serviço Altruísta Como Forma de Oração
 
Carlos Cardoso Aveline

 
 
 
Começando em torno de 24 de agosto, o signo de Virgo concentra nos detalhes o foco da visão humana. O virginiano vê a parte, mais que o todo. Seu espírito é prático. Ele analisa, cataloga e enxerga os erros a superar.
 
A alma ingressa em Virgo depois de passar pelo território do signo de Leão e absorver a lição da grandeza. A aprendizagem da alma agora é outra. Trata-se de lidar com os pequenos desafios práticos da vida, olhando para o mundo com modéstia. No entanto, há nisto uma armadilha oculta.
 
Se exagerar na atenção às coisas minúsculas e às falhas, Virgo ficará frustrado. O signo mais detalhista do zodíaco precisa concentrar-se no seu dom de curar e de recuperar. Ele alcança a libertação fazendo o bem aos outros. A visão crítica serve apenas para saber o que deve ser melhorado. Não pode usada como desculpa para criticar sem nada fazer de bom.
 
Anna Maria Costa Ribeiro afirma que a consciência virginiana “nasceu para servir, não para liderar. Seu papel pode ser assistir o líder, mas não para enfrentar ou para se expor. Não suporta pressões e prefere se adaptar às circunstâncias. Numa posição subordinada, ela tem mais condições de ajudar, consertar, informar.” [1]
 
O altruísmo e a universalidade são meios de compensar o apego ao detalhe. Virgo é o sexto signo do zodíaco. O seu oposto simétrico é Peixes, o mais universalista dos 12 signos. Na dimensão espiritual, há uma relação profunda de Virgo com as Plêiades. Sua função, entre outras, é expressar a Lei da Compaixão, isto é, a regra do sacrifício altruísta que rege o universo nos seus aspectos essenciais. [2]
 
Em Virgo o modo preferencial de autoexpressão é o trabalho. Seu elemento é terra. Age em pequena escala, de modo consistente. Tem mente ativa: sua aptidão para aprender é vasta e de longo prazo. O esforço organizado é sua linguagem. É enorme a capacidade virginiana de planejar e colocar as coisas nos seus lugares. A tarefa mais elevada da pessoa de Virgo é curar e aprimorar a vida através do uso do bom senso e do espírito construtivo. Serviço altruísta é uma forma de oração.
 
Todos os seres têm o fator virginiano em sua aura e podem dispor conscientemente dele. Com maior ou menor facilidade, cada um é capaz de usá-lo para aumentar sua eficiência em tudo o que faz.
 
O peregrino sensato verifica a cada dia o grau de nobreza das suas próprias intenções e dos seus métodos de ação. O bom senso ensina que o espírito crítico precisa ser usado para examinar e purificar primeiro a si mesmo. Só depois disso é possível examinar os outros com lucidez.   
 
A Plenitude Pela Ação Correta
 
Stephen Arroyo destaca o fato de que, assim como os outros signos de Terra - Touro e Capricórnio -, Virgo dispõe da prática do altruísmo como ferramenta para superar suas limitações. [3]
 
Através de uma devoção produtiva, exercida com os pés no chão, este signo trabalhador evita o perigo de fechar-se em si mesmo e apegar-se a uma visão estreita. Vale sempre o diálogo com o signo de Peixes. [4]
 
A alma madura aprende a combinar a visão da parte com a compreensão do todo. O espírito sábio vê o conjunto quando examina o detalhe, e percebe cada pequena parcela quando compreende verdadeiramente o Todo.
 
NOTAS:
 
[1] “Conhecimento da Astrologia”, Anna Maria Costa Ribeiro, Novo Milênio Editora, 1996, Rio de Janeiro, 733 pp., ver p. 74. Sobre Virgo, examine “Illustrated A-Z of Understanding Star Signs”, editor geral Kim Farnell; Flame Tree Publishing, London, Printed in China, 2002, 224 pp., ver pp. 192-193.
 
[2] Veja o artigo “Sete de Setembro em Nova Iorque”.
 
[3] Vale pena examinar a obra “Astrology, Psychology, and the Four Elements”, de Stephen Arroyo, M.A., CRCS Publications, California, EUA, 191 pp., 1975, especialmente a p. 107.
 
[4] O modo pisciano de ser é discutido em “A Lição do Sol em Peixes”.
 
000
 
O artigo “A Lição do Sol em Virgo” foi publicado nos websites associados dia 19 de setembro de 2020.
 
000
 
Leia mais:
 
* “
A Lua Cheia de Maio”,
 
* “
Oração aos Planetas”,
 
* “
Nossa Semana e o Sistema Solar” e
 
* “
Os Deuses no Céu”.
 
000
 
Veja os artigos “
A Lição do Sol em Peixes”, “A Lição do Sol em Áries”, “A Lição do Sol em Touro”,  “A Lição do Sol em Gêmeos”, “A Lição do Sol em Câncer” e “A Lição do Sol em Leão”.   
 
000
 
O grupo SerAtento oferece um estudo regular da teosofia clássica e intercultural ensinada por Helena Blavatsky (foto). 
 

 
Para ingressar no SerAtento, visite a página do e-grupo em YahooGrupos e faça seu ingresso de lá mesmo. O link direto é este:   
 
https://br.groups.yahoo.com/neo/groups/SerAtento/info.
 
000