6 de fevereiro de 2016

Aprendendo a Ajudar a Humanidade

A Edição Crítica de ‘Luz no Caminho’,
Com Base nos Escritos de Helena Blavatsky 

Joaquim Duarte Soares

Dentro de cada ser humano está a única luz que pode iluminar o Caminho



O estudo das obras clássicas da literatura filosófica é uma das formas de que o estudante dispõe para desenvolver um contato mais profundo com a sua consciência espiritual.

O livro “Luz no Caminho”, de M.C., é, sem dúvida, uma das obras mais importantes. Tendo essencialmente a mesma fonte de outro clássico - “A Voz do Silêncio”, de Helena Blavatsky, ele contém valiosos ensinamentos sobre a arte de viver com sabedoria.

É um privilégio para os estudantes do século 21 terem ao seu alcance os mesmos aforismos que têm auxiliado ao longo de milênios outros aprendizes e aspirantes. Há numerosas edições de “Luz no Caminho”. A edição luso-brasileira publicada pelo “Aquarian Theosophist” é a primeira em qualquer idioma que contém uma análise e um enquadramento das virtudes e falhas do original escrito por Mabel Collins, com base nos escritos de Helena Blavatsky.  

Desde 1885, só agora foi produzida uma abordagem crítica da obra. Este fato faz com que a edição luso-brasileira seja única no mundo e saia na frente do mundo teosófico em língua inglesa. Ao mesmo tempo em que o leitor percebe os erros cometidos por M.C., ele tem a possibilidade de compreender melhor a importância dos ensinamentos presentes no livro.

O valor de uma obra pode ser medido pelo poder que ela tem de inspirar uma conduta superior e uma vida correta. Para que isso ocorra, é necessário por parte do estudante um esforço constante e persistente em procurar levar à prática o que é ensinado. Dessa forma o que é lido passa a ser experienciado e, assim, surge, pouco a pouco, a compreensão daquilo que está além das palavras. Aprendemos em “Luz no Caminho” que o aspirante à sabedoria deve transformar a si próprio no caminho a percorrer: 

“... Dentro de ti está a luz do mundo - a única luz que pode iluminar o Caminho.” (pp. 22 e 23)

A leitura desta edição - com tradução, notas e prólogo de Carlos Cardoso Aveline - torna mais claro um aspecto decisivo do ensinamento dado pelos grandes instrutores da humanidade: a ética, o altruísmo e a cooperação formam uma base inevitável, sobre a qual o aprendiz se pode capacitar para ser útil à Humanidade e alcançar a sabedoria.

000

O texto acima foi publicado inicialmente na edição de setembro de 2014 de “O Teosofista”.

000

Veja aqui um vídeo de um minuto, produzido pelos nossos websites associados: 




000

O grupo SerAtento oferece um estudo regular da teosofia clássica e intercultural ensinada por Helena Blavatsky (foto). 


Para ingressar no SerAtento, visite a página do e-grupo em YahooGrupos e faça seu ingresso de lá mesmo. O link direto é este:   


000