24 de outubro de 2016

O Ninho

Afonso Lopes Vieira




Subiu àquela árvore perfeita,
- que dá flor e dá fruto e os ramos deita
para espalhar a sombra e ser o abrigo
de toda a ave que vem ter consigo, -
subiu àquela árvore a criança:
e aqui fincou a mão, e ali ajeita
o pezinho no tronco, e sobe, e avança,
e treme, e deita a mão devagarinho
e rouba um ninho!...

O homem roubou a ave. - Ainda não sente,
ele, o do sofrimento, o da Razão,
o laço que anda, carinhosamente,
ligando o seu destino ao da criação.

Ainda rouba, e caça e, com furor,
espanca o animal que, no caminho,
mais para trás ficou, - como uma flor
mais longe está do olhar de um passarinho…

Ainda é aquele homem, o cocheiro
que por essa ladeira eu vejo rir
quando despede o pingalim certeiro
sobre os cavalos mortos de a subir!

Ele ainda é: a fera que anda em pé.
O tigre, às vezes santo. O malfadado
que é mau, quem sabe?, por que foi criado!

Quanto tempo levou na alminha clara
das aves, este instinto a germinar,
até que adquirissem a ciência rara
de saberem seu ninho arquitetar?

Quanto passado e longo sofrimento,
que primitiva dor, aflita ânsia,
(assim se formam asa e pensamento)
quantas fugas de rojo esvoaçadas
nessa medrosa e mal voada infância,
sem saberem fazer, desabrigadas,
os ninhos que, depois, já amorosos,
são a paga dos dias dolorosos!

Quanto passado e longo sofrimento
viveram elas, até que enfim, um dia,
de pais a filhos este entendimento
herdassem, como o canto e a alegria…

Igual amor aprendem homem e asa,
na mesma evolução, igual carinho:
o homem sorri, e já levanta a casa,
a ave gorjeia, e já constrói o ninho.

Ah, como a Vida acaba de sofrer,
ó criancinha rústica e suave!

Não pode haver Beleza enquanto houver
um homem que destrua um ninho de ave.

000

Da obra “Ar Livre”, de Afonso Lopes Vieira, Livraria Editora Viuva Tavares Cardoso, Lisboa, Portugal, 1906, 211 pp., pp. 47-50. A ortografia foi atualizada. O poeta Afonso Lopes Vieira viveu de 1878 a 1946 e esteve ligado ao movimento cultural Renascença Portuguesa, na cidade do Porto, no início do século 20.

000

O grupo SerAtento oferece um estudo regular da teosofia clássica e intercultural ensinada por Helena Blavatsky (foto). 


Para ingressar no SerAtento, visite a página do e-grupo em YahooGrupos e faça seu ingresso de lá mesmo. O link direto é este:   


000