25 de janeiro de 2017

Sete Aforismos da Mongólia

Alguns Exemplos da Antiga Sabedoria Oriental

Helena P. Blavatsky (Ed.)

Uma paisagem da Mongólia no começo do século 20



00000000000000000000000000000000000000000

Nota Editorial:

O texto a seguir é traduzido da revista
“Lucifer”, de Londres, edição de agosto de
1888, p. 491. A palavra “Lúcifer” quer dizer
“Portador da Luz”. É o nome antigo da estrela
matutina, Vênus. Desde a Idade Média, a palavra
tem sido distorcida por teólogos desinformados.

(CCA)

000000000000000000000000000000000000000000000000000




* Se você ama a natureza, ama o ser humano. Se você desrespeita o ser humano, desrespeita a natureza, pois os dois são inseparáveis.

* Aprenda com tudo aquilo com que entra em contato. Aprenda tanto do mau como do bom, assim como fazem as sábias abelhas, que extraem doce mel até das plantas mais amargas.

* Escravo, tu não deves comprar tua liberdade com a escravidão de teus amigos e parentes próximos. E tampouco deves obter tua liberdade se ela tornar mais dolorosa a escravidão sob o domínio do inimigo.

* Aprenda a discernir a luz e a escuridão, e a perceber, mesmo na noite mais escura, o claro alvorecer do novo dia que se aproxima.

* É melhor ser enganado duas vezes, e amaldiçoado três vezes INJUSTAMENTE, não por haver dito alguma mentira mas por ter falado a verdade, do que enganar o teu inimigo uma só vez, ou até mesmo pensar em amaldiçoar o teu maior inimigo.

* Aquele que pragueja ou amaldiçoa envenena o seu próprio coração, perdendo por causa disso toda fagulha de amor em si mesmo.

* O ódio é como o escuro gambá, e o amor se assemelha ao arminho, branco como a neve. Basta abrir espaço para um gambá e todos os arminhos irão para longe: de fato, não ficará um só deles.

000

Em setembro de 2016, depois de cuidadosa análise da situação do movimento esotérico internacional, um grupo de estudantes decidiu formar a Loja Independente de Teosofistas, que tem como uma das suas prioridades a construção de um futuro melhor nas diversas dimensões da vida.

000 

O grupo SerAtento oferece um estudo regular da teosofia clássica e intercultural ensinada por Helena Blavatsky (foto). 


Para ingressar no SerAtento, visite a página do e-grupo em YahooGrupos e faça seu ingresso de lá mesmo. O link direto é este:  


000