1 de maio de 2017

Ideias ao Longo do Caminho - 05

Construindo Uma Sintonia
Diária Com o Que é Sagrado

Carlos Cardoso Aveline




* Boa vontade, discernimento e persistência levam a uma vitória durável.

* Um desapego em relação a circunstâncias externas torna possível a estabilidade interior.

* Para que o estudante de teosofia se liberte das causas da dor, a  prática do pensamento correto é necessária. Cada emoção ou ideia gera carma, e suas consequências podem levar à felicidade ou ao seu oposto.  

* Onde há uma vontade, há um caminho. Se tomamos a decisão firme de fazer algo, as oportunidades surgirão no tempo certo.

* Um antigo ditado árabe afirma: “Os cães ladram e a caravana passa.” De fato, a violência faz barulho, enquanto a cooperação torna o mundo um pouco melhor, e faz isso em silêncio.[1]

* O amor é a percepção de uma unidade dinâmica e criativa. Entre seus resultados práticos a paz interna ocupa lugar central.

* A eficiência de curto prazo é menos importante que a eficiência de longo prazo. A verdadeira eficácia é frequentemente invisível, porque não é superficial.

* O sentimento de ansiedade dificulta uma visão abrangente da vida. Por outro lado, o ponto de vista amplo produz bom senso. O horizonte aberto nos capacita para perceber a verdade.

* O mundo externo parece caótico? Recolha-se em sua alma, estabeleça a harmonia em seu interior e olhe novamente para o mundo externo, agora desde o ponto de vista daquele equilíbrio incondicional.

* O desapego em relação a expectativas pessoais é uma necessidade para quem pratica a arte de agir corretamente. As expectativas distorcem a realidade, atropelam os fatos e provocam desequilíbrio nas relações humanas.

* Se você vive em uma civilização cujos cidadãos são vítimas de sentimentos de ansiedade, mantenha a calma por mérito próprio; escute o seu próprio coração e evite formas automáticas de comportamento.

* Pensar no futuro saudável da humanidade torna mais fácil o seu surgimento.  

* O caminho da sabedoria não está limitado à contemplação abstrata de leis universais. Para avançar por ele precisamos também de uma visão crítica das coisas, além de informação precisa e confiável,  decisões objetivas, planejamento, e a construção de melhores hábitos em nossa vida diária.

* Nossas decisões de curto prazo devem ser coerentes com nossas metas de longo prazo. Isso requer planejamento e uma vontade pessoal suficientemente forte para vencer pressões “imediatas” de todo tipo.

* A liberdade começa com a compreensão. Antes de superar uma forma qualquer de ignorância, é preciso compreender como ela funciona e se expressa no dia-a-dia.

* O único verdadeiro templo existe no coração e na mente de cada indivíduo. É correto desenvolver a vontade necessária para fortalecer a nossa relação com este santuário interior, nas 24 horas do dia.

* Como é possível ser transparente em relação ao que pensamos e sentimos?  Ampliando o contato com a alma imortal e purificando o eu inferior. O que é puro e correto é também transparente.

* A alma humana vive em unidade com o sistema solar, e possui, portanto, recursos ilimitados. Para ter acesso a eles, no entanto, são necessários uma renúncia absoluta, um total desapego, e amor à verdade.

* No caminho do autoconhecimento, devemos estudar as leis do universo. É indispensável uma observação impessoal e amável de nós mesmos, de nossos erros, progressos e  potencialidades.

* Ninguém pode evitar a lei do carma através do artifício ilusório de não pensar nela, ou pelo uso hábil de palavras elegantes. Queiramos ou não, o caminho da felicidade inclui autorresponsabilidade consciente em cada situação da vida.

* A mente sábia não é a que se ocupa de mil e um assuntos ao mesmo tempo. Sábio é aquele que se liberta de assuntos menores. Sem deixar de cumprir os seus deveres básicos, ele transcende as preocupações de curto prazo e vive a paz da amplitude sem nome.

* O ser humano possui diversos níveis de consciência, e parece inevitável que haja em seu interior um certo grau de contradição entre pontos de vista diferentes. No caso do aprendiz de filosofia esotérica, o conflito é lentamente dissolvido pelo contato crescente do eu inferior com a alma imortal. Há uma expansão da unidade magnética entre todos os seus sentimentos, pensamentos, palavras e impulsos. Através desta “união interna”, as ações já não anulam umas às outras e o magnetismo é preservado. Isso torna possível um progresso mais rápido.

* O estudo intenso e diário da sabedoria universal provoca efeitos revolucionários, especialmente quando o indivíduo é capaz de olhar para sua existência diária do ponto de vista dos assuntos estudados.  A aparente dificuldade da filosofia esotérica de Helena Blavatsky serve para garantir que só a entenderemos quando estivermos profundamente concentrados no estudo. No caminho da autoiluminação, a concentração da consciência faz a diferença.

* Quando o estudante de filosofia esotérica pensa que está sofrendo intensamente, cabe examinar qual é o nível ou setor da sua consciência que sofre. Será que a dor é situada em um nível nobre de percepção, como no sentimento incômodo de que fizemos algo errado, na sensação inquietante de que causamos sofrimento a um inocente, ou de que não fizemos algo que era nosso dever sagrado? Deste tipo de dor surgem boas lições.  Formas egocêntricas de sofrimento, por outro lado, não devem tirar o sono do estudante. Não há por que ficar demasiado emocionado pelo sentimento de pena de si mesmo. O egocentrismo emocional não faz parte dos ensinamentos teosóficos. A compaixão é a lei do universo.

NOTA:

[1] Pensamento traduzido do artigo “Occult Roots of Religious Violence”, de Carlos Cardoso Aveline. O texto está disponível em nossos websites associados.

000

Uma versão inicial dos pensamentos acima foi publicada de modo anônimo na edição de janeiro de 2015 de “O Teosofista”.

Embora o título “Ideias ao Longo do Caminho” corresponda ao título em língua inglesa “Thoughts Along the Road”, do mesmo autor, não há uma identidade exata entre os conteúdos das duas coletâneas de pensamentos.

000

O grupo SerAtento oferece um estudo regular da teosofia clássica e intercultural ensinada por Helena Blavatsky (foto). 


Para ingressar no SerAtento, visite a página do e-grupo em YahooGrupos e faça seu ingresso de lá mesmo. O link direto é este:


000