30 de março de 2018

A Lição do Sol em Áries

As Forças da Vida Iniciam
Outro Ano no Céu da Terra

Carlos Cardoso Aveline

Marte rege o signo ígneo e inovador de Áries



O ano novo zodiacal começa em torno de 21 de março, e a vida se renova. A primavera inicia no hemisfério norte, onde mora a maior parte da humanidade, e o estado de espírito contemplativo de Peixes é deixado um pouco de lado.

Nas semanas anteriores, Netuno ajudou Peixes a completar a jornada anual do Sol em torno do céu enquanto ensinava a unidade cósmica da Vida.[1] Agora o Sol ariano começa um novo ciclo. A alma de todos os seres quer afirmar mais uma vez a sua presença no mundo externo. O Sol ariano transmite lições de coragem, otimismo e franqueza. Ele também espera que evitemos a impaciência e a raiva. O bom guerreiro cumpre seu dever com coragem e sabendo que o ódio e a má vontade não fazem parte da sua tarefa evolucionária, exceto como obstáculos.

Quando é leal aos níveis superiores de consciência, Áries não é escravo do egoísmo, mas trabalha humildemente para a evolução de longo prazo da alma. Ele oferece como presentes a inovação, a criatividade, um espírito pioneiro e um amor incondicional à vida. Na primavera do espírito, a renovação interna é fruto de um destemor nobre.

O ígneo signo de Áries é sincero e verdadeiro. Ele vive o futuro, no momento de agora. Na realidade, não vê muita diferença entre o “futuro” e o “presente”. No entanto, uma lição e um mistério devem ser lembrados nos mais diferentes momentos ao longo do ano: o fato de que cada signo contém em si todos os outros e serve humildemente a evolução conjunta da vida, sob circunstâncias em mutação constante.

Quando Todas as Coisas Nascem de Novo

Em Áries a vida abandona o inverno. Todas as plantas crescem e se multiplicam no hemisfério norte, e os animais retomam uma vida intensa.

A energia ariana leva as pessoas a sentirem que estão OK em seu mundo pessoal e estimula a autoafirmação psicológica. No hemisfério sul, é o outono que começa outra vez, e a tarefa de reunir forças para a batalha do inverno ocupa agora um lugar central na agenda.

Em Áries a vida afirma: “Eu estou aqui” e “Eu começo coisas novas”. E o signo oposto, Libra, traz equilíbrio e coloca a situação numa perspectiva mais ampla dizendo:

Nós estamos aqui; e devemos cooperar e ter boa vontade mútua, porque a reciprocidade é parte da vida”.

Os dois signos têm o que aprender um do outro. Libra, sozinho, enfrenta grande dificuldade para tomar decisões firmes. Áries, quando destituído de uma visão ampla, obedece impensadamente ao primeiro impulso.

“Em termos físicos” - diz o livro Illustrated A-Z of Understanding Star Signs - “Áries rege a cabeça e todos os órgãos da cabeça, inclusive o cérebro. As aptidões mentais do signo, no entanto, são mais intuitivas e instintivas do que intelectuais, e se manifestam como uma torrente de atividades visando concretizar o pensamento. A energia criativa bruta associada a este signo é um ímpeto poderoso que o empurra para a ação.” [2]

A Força da Vida

Cada signo oferece à alma humana oportunidades para desenvolver um conjunto específico de qualidades positivas. No período entre 21 de março e 19 de abril todas as coisas se renovam, começando por nós mesmos.

Áries expressa em cada alma a capacidade de iniciar, de combater, de fazer um esforço e derrotar a rotina. Sob a influência deste signo, pessoas inexperientes podem saltar à frente com atos irresponsáveis. Indivíduos bem informados, no entanto, serão capazes de evitar a mera ansiedade e aproveitarão o lado interno da renovação, desenvolvendo ações essenciais e afirmando a vida com criatividade, de maneiras inegoístas.

Abstendo-se de ações imprudentes, o peregrino abre as portas para que a força da vida tenha um grande momento durante estas semanas. E quando o Sol entrar em Touro, em torno de 20 de abril, uma prioridade na agenda será a meta da durabilidade dos nossos esforços.

Marte, o regente de Áries, é o quarto planeta a contar do Sol e demora cerca de dois anos terrestres para viajar ao redor do Sol. Além de planeta, Marte é o nome do deus romano da guerra. No entanto, Áries luta pela Vida em seu aspecto mais nobre e não contra ela. Começando um novo ciclo, Áries faz guerra contra a ignorância paralisadora e nos traz a clareza espiritual.

Longfellow escreveu em um poema que Marte não é a terna estrela do amor e dos sonhos, mas brilha com a força do herói. A estrela vermelha que vemos suspensa no céu noturno é seu escudo. Ao contemplá-la, podemos sorrir do nosso sofrimento e sentir-nos fortes outra vez.[3]

Vista como um todo, a jornada do Sol pelo zodíaco ensina a sabedoria prática da fraternidade universal.

Para que os humanos avancem de modo correto na direção desta meta, a energia pioneira de Marte e Áries deve ser vivida com a pureza de coração ensinada por Netuno e Júpiter enquanto o Sol estava em Peixes.

NOTAS:

[1] Examine o artigo “A Lição do Sol em Peixes”.

[2] “Illustrated A-Z of Understanding Star Signs”, general editor Kim Farnell, Flame Tree Publishing, 2002, 224 pp., ver p. 24.

[3] Ideias presentes no poema de Longfellow The Light of Stars”.

000

Clique para ler os artigos “Oração aos Planetas”, “O Lado Sagrado do Aniversário” e “A Lição do Sol em Peixes”.

000

O grupo SerAtento oferece um estudo regular da teosofia clássica e intercultural ensinada por Helena Blavatsky (foto). 


Para ingressar no SerAtento, visite a página do e-grupo em YahooGrupos e faça seu ingresso de lá mesmo. O link direto é este:   


000