22 de outubro de 2016

Os Três Tipos de Associados

Na Loja Independente de Teosofistas,
Os Horizontes se Ampliam Pouco a Pouco

Carlos Cardoso Aveline



Fundada em setembro de 2016, a Loja Independente de Teosofistas funciona com base no critério da afinidade. Associar-se à LIT é um processo dinâmico que se desdobra gradualmente, em vários níveis, e deve renovar-se a cada dia. 

A primeira forma de associação se dá pelo processo da comunhão interior e é, portanto, invisível. É também a mais importante. 

Alguém se associa à LIT na medida em que vai construindo pela leitura uma  ligação de alma com a filosofia esotérica e a forma de vida teosófica. 

Esta primeira instância, cujo principal instrumento é a leitura, corresponde ao nível dos akousmatikoi, os ouvintes, da Escola Pitagórica da Grécia antiga.

Não por acaso, na comunidade pitagórica original, os neófitos observavam um período de cinco anos de silêncio.[1] De fato, ouvir é sempre uma função nobre: quando o eu inferior se cala, a voz do silêncio flui e ensina sobre a sabedoria universal.

Ler é ouvir. Através da leitura surge a sintonia.

A Internet permite que isso ocorra sem encontros presenciais físicos. O Facebook é importante para o trabalho teosófico, e através dele a Loja chega a muitos milhares de pessoas ao redor do mundo. Por outro lado, as salas de  estudos  centrais da Loja são o e-grupo SerAtento, em língua portuguesa, e o e-grupo E-Theosophy, em inglês. A biblioteca online está nos websites associados. A biblioteca física está nas casas dos seus coeditores, e todos os trabalhadores voluntários têm a função de coeditor. 

A verdadeira presença compartilhada é interna. A observação do seu funcionamento fortalece a ponte para o eu superior, antahkarana.  

Há um momento em que o estudante associado à LIT por laços informais de afinidade interna sente uma vontade de seguir adiante e dar novos passos. Cabe então aprofundar o vínculo, levando-o para o nível da ação prática.  

Um Esforço Solidário

O segundo nível de associação ocorre quando a pessoa passa a fazer parte do trabalho prático da Loja Independente.

O projeto da LIT inclui numerosas frentes de trabalho. O estudante deve criar suas próprias estruturas de atuação de acordo com o princípio da ajuda mútua com autorresponsabilidade. Cada um é o “Centro do Círculo de Pascal”.[2] 

No segundo patamar, o horizonte se amplia na proporção direta do esforço feito e da nobreza da intenção. 

O estudo torna-se mais sério, mais focado e passa a ser feito desde o ponto de vista que permite a máxima lucidez teosófica: a perspectiva daquele que ambiciona ajudar a humanidade reduzindo as causas do sofrimento dela. O estudo aprofundado e combinado à ação constitui questão existencial para o estudante, e corresponde em termos gerais ao patamar dos matematikoi da Escola de Pitágoras. [3]  

Planejando o Próximo Passo

Estabelecida a cooperação com os colegas de caminhada, passa a existir uma base magnética que sustentará a associação formal.

E quando o estudante sente que está pronto para o terceiro nível, chegou o momento de entrar em contato com a Loja Independente através do e-mail indelodge@gmail.com, e avaliar de perto o tema do ingresso formal. 

O estudante é então convidado a ler, comentar e questionar individualmente textos da sua própria escolha sobre a missão do movimento teosófico e da LIT.

A partir das circunstâncias que o rodeiam, levando em conta seus talentos, suas limitações e potencialidades positivas e também o momento atual do esforço teosófico, o estudante cria passo a passo um cenário concreto para os níveis dois e três da sua associação à Loja.

O terceiro modo de associação decorre dos itens anteriores e necessita deles como seus alicerces. Ele surge a partir do momento em que o simpatizante decide ingressar de modo formal à Loja Independente.

O estudante manda então por correio a sua solicitação de ingresso para um membro mais antigo da LIT, que servirá de Testemunha, e recebe por correio o seu diploma ou certificado de associação.

O pedido de ingresso conterá uma afirmação e uma declaração da sua autorresponsabilidade consciente diante da Lei Universal. O processo de associação tem um procedimento simples e humilde na forma, mas sagrado internamente. [4]

Não há taxas a pagar.

Os Horizontes Futuros

A Loja Independente não tem dirigentes formais. Há liderança, há uma distribuição mútua de tarefas, funções e responsabilidades, e não há diretores no sentido convencional. Estas são providências adotadas para mantê-la relativamente livre de mecanismos de poder burocrático.  

A respeito do processo de liderança, cabe ler em nossos websites o artigo “Quatro Ideias Para um Poder Solidário”. [5]

A loja ocorre nos vários planos em que se desdobra a afinidade com o Ideal. O progresso real é claramente desafiante e inclui os seguintes fatores, entre outros:

* A vontade de viver o ensinamento, aceitando o caráter probatório da vida;

* A prática do estudo e a cooperação com os colegas, em meio aos obstáculos inevitáveis de todo esforço nobre;

* O reexame e o fortalecimento constante da decisão de ajudar a humanidade como forma superior de ajudar a si mesmo, e da decisão de respeitar, abençoar e aperfeiçoar a si mesmo como forma de ajudar a humanidade.   

Uma vez que alguém se torna um associado ativo, surge um novo campo de aprendizagem. Parte da perspectiva ampliada é a possibilidade de participar do círculo de pesquisa e estudo sobre o discipulado leigo. O círculo é restrito aos associados ativos da LIT que estiverem prontos para este nível de caminhada.  

A Responsabilidade Individual  

Os três patamares de associação ocorrem ao mesmo tempo. Por mais experiente que seja, cada simpatizante da Loja é convidado a pensar sempre não só de que formas poderá tornar-se ele próprio um centro de ação teosófica nas diferentes dimensões da vida, mas um centro que permaneça melhorando sempre.    

O preço a pagar por buscar a verdade é ser pioneiro, abrindo caminho.

Em 1888, Helena Blavatsky escreveu em uma mensagem dirigida aos teosofistas norte-americanos:

“…Cada um deve se esforçar para ser um centro de trabalho em si mesmo. Quando seu desenvolvimento interior atingir um certo ponto, ele vai atrair naturalmente aqueles com quem ele compartilha a mesma influência; ele formará um núcleo, em torno do qual outras pessoas vão se reunir, formando um centro a partir do qual irradiam informação e influência espiritual, e para o qual são dirigidas influências superiores.” [6]

As palavras de HPB são fundamentais, entre outros motivos, porque informam que um grupo de estudantes que possua uma visão correta do trabalho e coopere em harmonia será ajudado desde o alto.

Certamente, a ajuda não será dada de modo óbvio. [7]

Fluirá nos níveis superiores de consciência, chegando até os fatos e à percepção média dos estudantes como um orvalho da madrugada que ninguém vê materializar-se.  

NOTAS:

[1] “Pythagoras, His Life and Teachings”, de Thomas Stanley, a photographic facsimile of the ninth section of the 1687 edition of “History of Philosophy”. A obra foi publicada por “The Philosophical Research Society”, Los Angeles, copyright 1970, ver o alto da p. 521. 

[2] Veja em nossos websites o texto intitulado “O Centro do Círculo de Pascal”.

[3] “Pythagorean Sourcebook and Library”, Compiled and Translated by Kenneth Sylvan Guthrie, Phanes Press, 1987, Michigan, USA, ver pp. 63 e 76. Veja também “Pythagoras, His Life and Teachings”, de Thomas Stanley, The Philosophical Research Society, Los Angeles, 1970, pp. 516 a 521.  

[4] O ingresso é de fato invisivelmente solene. Veja o artigo “Carta de um Mestre Explica Como Construir uma Loja Teosófica”, nas pp. 3 e 4 da edição de outubro de 2016 de “O Teosofista”.  

[5] Veja também, em nossos websites os textos “A Arte de Liderar”, “Eficiência no Trabalho em Grupo”, “Um Segredo do Trabalho Teosófico” e “Um Por Todos e Todos Por Um”. Cabe examinar o capítulo 13, “A Liderança Natural”, em “O Poder da Sabedoria”, de Carlos Cardoso Aveline, Editora Teosófica, Brasília.

[6] “Five Messages”, de Helena P. Blavatsky, The First Message 1888, p. 4. O livreto está disponível em nossos websites.

[7] Sobre a ajuda do alto, veja em nossos websites o texto “Aprendendo com Cada Detalhe da Vida”, de Helena P. Blavatsky. No texto “A Carta de 1900, na Íntegra”, também disponível em nossos websites, um Mestre de Sabedoria afirma: “Em períodos favoráveis, liberamos influências elevadoras que impressionam várias pessoas de diferentes maneiras. É o aspecto coletivo de muitos destes pensamentos que pode dar o rumo correto à ação.”

000

Veja, em nossos websites associados, os artigos “Como Encontrar o Mestre” e “Examinando Sete Perguntas”. 

000

O grupo SerAtento oferece um estudo regular da teosofia clássica e intercultural ensinada por Helena Blavatsky (foto).


Para ingressar no SerAtento, visite a página do e-grupo em YahooGrupos e faça seu ingresso de lá mesmo. O link direto é o seguinte: 


000