6 de setembro de 2014

Felicidade Aqui e Agora

O Bem-Estar Como Uma Questão Prática

 Carlos Cardoso Aveline




A felicidade é uma meta central na vida. Mas não deve ser confundida com satisfação passageira ou com prazeres de curto prazo.
 
A médio e longo prazo, a busca de prazer egoísta gera  mais sofrimento para si e para os outros.  A felicidade também não pode ser alcançada por tabela, nem indiretamente. É impossível conseguir carona no caminho da tranquilidade interior.

Os filósofos gregos e romanos estudaram profundamente a arte, e a ciência, de ser feliz. A filosofia antiga vê teoria e prática como inseparáveis. Todo o desenvolvimento do amor pela sabedoria ocorreu em torno da busca da  plenitude do ser humano. Na nova era, a filosofia antiga deve ser retomada por uma razão bastante prática: ela ensina o caminho para a felicidade verdadeira. 

Hiparco escreveu:

“Já que os homens vivem apenas um período muito curto, se sua vida for comparada ao tempo eterno, eles farão, digamos, uma viagem mais bonita se passarem pela vida com tranquilidade.” [1] O paradoxo é: “já que a vida é curta, devemos viver com calma”.

A corajosa aceitação das dificuldades é um ponto comum de pitagóricos, socráticos, estoicos e neoplatônicos. Quando você finge para si mesmo que a vida deve ser uma coisa mole e fácil, está plantando sofrimento. Mas quando você não falsifica a realidade e aceita os fatos duros da vida, está colocando em ação as causas da liberdade interior, da grandeza de alma e da sabedoria.

Felicidade é algo que ocorre aqui agora, quando deixamos de lado a pressa, o medo e a ambição pessoais, mergulhando na tranquilidade incondicional para escutar a voz do silêncio.

NOTA:

[1] “On Tranquility”, Hipparchus, na obra “The Pythagorean Sourcebook and Library”, Compiled and Translated by  Kenneth Sylvan Guthrie, Phanes Press, Grand Rapids, Michigan, EUA, 1987,  361 pp.,  ver p. 247.

000

O tema da felicidade prática é abordado mais amplamente no livro “O Poder da Sabedoria”, Carlos Cardoso Aveline, Editora Teosófica, Brasília, terceira edição. Veja também os artigos “A Vida Toda é Bela”, “As Oportunidades Diante de Nós” e “O Otimismo e a Filosofia Esotérica”,  de CCA. Estão disponíveis em nossos websites associados.

Sobre o mistério do despertar individual para a sabedoria do universo, leia a edição luso-brasileira de “Luz no Caminho”, de M. C.

 


Com tradução, prólogo e notas de Carlos Cardoso Aveline, a obra tem sete capítulos, 85 páginas, e foi publicada em 2014 por “The Aquarian Theosophist”. 

000