19 de setembro de 2017

A Pesquisa Independente em Teosofia

Os Estudantes de Filosofia Esotérica
Devem Buscar Ativamente a Verdade 

Carlos Cardoso Aveline




Os associados da Loja Independente de Teosofistas estudam vários temas de interesse filosófico e partilham o resultado do esforço com os leitores através dos seus websites.[1]

Diversas páginas do Facebook aumentam o alcance do trabalho. Circulam duas publicações mensais: “O Teosofista” e (em inglês) “The Aquarian Theosophist”.

Outros aspectos do projeto incluem reuniões no plano físico, os e-grupos “SerAtento” e “E-Theosophy” em Yahoo, e um grupo de estudos sobre discipulado leigo. A biblioteca que funciona como âncora e alicerce da loja independente está espalhada por dois países e interconectada de várias maneiras, incluindo o correio aéreo.

Desenvolvendo um trabalho voluntário, os coeditores investem seu tempo e dinheiro para obter livros raros e decisivos em vários idiomas, online e em papel. Embora os recursos sejam limitados, a aquisição de livros para a biblioteca é intensa dos dois lados do Oceano Atlântico.

O estudo ocorre simultaneamente com a pesquisa.  O trabalho editorial, as publicações online e a circulação ampla dos textos constituem um esforço de muitas dimensões cujo ponto mais alto é a busca interna do indivíduo. A produção de textos que resultam da pesquisa também se desdobra em mais de um idioma.

Estas tarefas interligadas ativam níveis superiores de consciência. A ilusão de que o tempo é “escasso” constitui um obstáculo para a aprendizagem. Não existe escassez de tempo desde o ponto de vista do eu superior. Diante da vasta rede de informações reunidas, o estudante deve trabalhar com calma e avaliar cada ideia, escutando o silêncio da sua própria alma.

Os associados da loja independente consideram que Helena P. Blavatsky estabeleceu linhas diretrizes de longo prazo para o esforço teosófico. Ela ensinou que os teosofistas não são donos da verdade: eles devem obter os meios para procurar ativamente a sabedoria. Referindo-se à Sociedade original que ela fundou em 1875, HPB escreveu:

“Como corpo, a Sociedade Teosófica afirma que todos os pensadores e investigadores originais do lado oculto da natureza, sejam materialistas - aqueles que veem na matéria ‘a promessa e a potencialidade de toda força terrestre’ - ou sejam espiritualistas (aqueles que descobrem no espírito a fonte de toda energia e também de toda matéria) foram e são, propriamente falando, teosofistas. Porque, para ser teosofista, não é necessário reconhecer a existência de qualquer Deus ou divindade especial. Basta adorar o espírito da natureza viva, e tentar identificar-se com ele. Trata-se de reverenciar esta Presença, a Causa invisível, que no entanto está sempre se manifestando em seus resultados incessantes; o Proteus intangível, onipotente, e onipresente: indivisível na sua Essência e na sua forma indefinida, e no entanto aparecendo sob todas as formas e sob cada uma delas; e que está aqui e lá, em todo lugar e em lugar algum; que é TUDO e NADA; ubíquo e no entanto uno; a Essência que preenche, reúne, amarra e contém todas as coisas, e que está presente em tudo. Pode-se ver agora, cremos, que, quer sejam classificados como teístas, panteístas ou ateus, tais homens estão próximos de todos os outros.”

Segundo Blavatsky, “seja como for, uma vez que um estudante abandona o velho e desgastado caminho da rotina e entra no caminho solitário do pensamento independente - em direção à divindade - ele é um teosofista. É um pensador original, um buscador da verdade eterna e que possui ‘uma inspiração própria’ para resolver os problemas universais.” E ela acrescenta:

“A teosofia é aliada de todo aquele que busca seriamente, da sua própria maneira, obter um conhecimento do Princípio Divino, da relação do homem com este Princípio e das manifestações deste Princípio na natureza.” [2]

Estas palavras dizem muito sobre a atitude correta do estudante em relação aos ensinamentos teosóficos. Ele não é convidado a acreditar. Ele deve desenvolver pesquisas independentes, buscar e gradualmente conhecer por mérito próprio.

NOTAS:

[1] www.FilosofiaEsoterica.com, www.CarlosCardosoAveline, www.HelenaBlavatsky.net, www.AmazoniaTeosofica.com.br, www.HelenaBlavatsky.org, www.TheosophyOnline.com, e www.TheAquarianTheosophist.com. Os livros “The Fire and Light of Theosophical Literature” (2013, 255 pp.) e “Luz no Caminho” (2014, 85 pp.) foram publicados em papel por “The Aquarian Theosophist”.

[2] Do artigo What Are the Theosophists?”, que está publicado em “Collected Writings”, H. P. Blavatsky, TPH, EUA, volume II, pp. 102-103.

000

Em 14 de setembro de 2016, depois de uma análise da situação do movimento esotérico internacional, um grupo de estudantes decidiu criar a Loja Independente de Teosofistas. Duas das prioridades da LIT são tirar lições práticas do passado e construir um futuro saudável

000

O grupo SerAtento oferece um estudo regular da teosofia clássica e intercultural ensinada por Helena Blavatsky (foto). 


Para ingressar no SerAtento, visite a página do e-grupo em YahooGrupos e faça seu ingresso de lá mesmo. O link direto é este:   


000